Home > Atividades do Consulado
China lança Livro Branco sobre Segurança e Qualidade de Alimentos
2007/08/17

O governo chinês lançou hoje o livro branco sobre a segurança e a qualidade de alimentos. De acordo com a publicação, a qualidade dos alimentos da China vem sendo aprimorada paulatinamente. A produção e a operação do segmento registraram uma grande virada. A China está disposta a intensificar intercâmbios e cooperações com os demais países, para redobrar os esforços relativos ao controle da segurança alimentar e à promoção do comércio global.

Com dados abundantes e diagramas detalhados, o livro branco apresenta a visão geral em torno da qualidade, sistema de supervisão, a fiscalização sobre o comercio exterior, as leis e regulamentos afins, o sistema técnico bem como os intercâmbios e cooperações internacionais do setor de alimentos da China.

Segundo o presidente da Faculdade de Ciência Alimentícia e Nutrição da Universidade de Agricultura da China, Luo Yunbo, o lançamento do livro branco demonstra a responsabilidade da China:

"A China é a maior importadora, exportadora, consumidora e produtora de alimentos do mundo, cuja segurança desperta a atenção de todo o planeta. Em virtude disso, o governo chinês lançou o livro branco, descrevendo o atual cenário da segurança alimentar e as medidas tomadas na supervisão dos alimentos no país. É uma atitude de muita responsabilidade".

O prefácio do livro aponta que a China vem estabelecendo o sistema de supervisão sobre segurança alimentar, reforçando a legislação e padronização deste segmento, além de promover os intercâmbios e cooperações internacionais. Depois de tantos esforços, a qualidade dos alimentos registrou uma sensível melhora.

Para Luo Yunbo, a avaliação e a descrição do livro sobre a segurança dos alimentos chineses são justas e objetivas.

"O livro apresenta, de forma justa e objetiva, a segurança alimentar da China. Ele reflete o atual cenário e as dificuldades enfrentadas. Os dados revelados pelo livro são objetivos e muitos deles correspondem às conclusões de nossos estudos e pesquisas".

Conforme o livro, o comércio exterior de alimento da China movimentou mais de US$ 40 bilhões no ano passado, com um aumento de 21% frente a 2005. A taxa de aprovação dos alimentos exportados está acima de 99% nos últimos anos.

O governo chinês atribui grande importância às cooperações amistosas com outros países nesta área, apreendendo com eles as experiências avançadas administrativas e técnicas.

Luo disse que o reforço de cooperações internacionais na área de segurança alimentar favorece a padronização e o desenvolvimento de comércio internacional.

A China é um país em desenvolvimento, cujo nível de padronização e industrialização de produção alimentar está abaixo dos países desenvolvidos, conclui o livro branco. Garantir a segurança alimentícia é o sonho de toda a humanidade e também responsabilidade da comunidade internacional. A China está disposta a estreitar intercâmbios e cooperações com o mundo para controlar a segurança alimentar e promover o desenvolvimento saudável do comércio alimentar global.

Suggest To A Friend:   
Print