Home > Notícias do Brasil
O Embaixador Li Jinzhang publicou artigo no Globo sobre o 19º Congresso Nacional do PCCh
2017/10/26

No dia 26 de outubro de 2017, o Embaixador Li Jinzhang publicou no Globo o artigo intitulado "Novas ideias abrem uma nova era de desenvolvimento na China" . Veja a íntegra do texto completo.

Com as mudanças profundas e fundamentais implementadas ao longo dos últimos cinco anos, a China alcançou amplas e pioneiras realizações, aprofundando e diversificando sua interação com o mundo. Quais são as perspectivas do futuro desenvolvimento da segunda maior economia? O que vai guiar suas ações? Qual será a estratégia para governar o país? A comunidade internacional espera obter uma "sabedoria chinesa" e um "programa chinês", bem como uma alternativa inédita rumo à modernização.

O recém-concluído 19º Congresso Nacional do Partido Comunista da China trouxe respostas a essas perguntas. O Pensamento de Xi Jinping sobre o Socialismo com Características Chinesas na Nova Era, incluído no Estatuto do Partido, servirá como ideologia balizadora do futuro desenvolvimento. Na ocasião, também foram definidas as metas e a estratégia para o crescimento. O Politburo e seu Comitê Permanente eleitos logo após o congresso constituem um firme núcleo de liderança para a modernização da China.

Os fatos falam mais alto do que as palavras e a história permite vislumbrar o futuro. Nos últimos cinco anos, após trabalhos árduos realizados junto com os cidadãos e sob o comando do camarada Xi Jinping, o Comitê Central apresentou resultados satisfatórios. O PIB cresceu de US$ 8,5 trilhões em 2012 para US$ 12 trilhões, respondendo por 30% do crescimento mundial. A renda popular já alcança o nível médio-alto. Foram concluídas obras como a mais extensa e mais rápida malha ferroviária de alta velocidade, a maior ponte sobre o mar e o maior terminal portuário totalmente automatizado. Além disso, foram lançados importantes programas na área de ciência e tecnologia, como voo espacial tripulado, aeronave de grande porte e comunicação quântica.

O pensamento de Xi para a Nova Era estabelece oito questões essenciais para o futuro da China como a missão, a disposição e a principal contradição, além de apresentar catorze diretrizes básicas como persistir na liderança do Partido, no aprofundamento das reformas, nos novos conceitos de desenvolvimento, na implementação do Estado de direito, na rigorosa retificação disciplinar do Partido. No que diz respeito à diplomacia, evidencia as conotações do novo tipo de relações internacionais baseadas em "respeito mútuo, equidade e justiça, cooperação e benefício recíproco". Defende uma comunidade de destino comum da humanidade e a construção de um mundo limpo e belo com "paz duradoura, segurança universal, prosperidade comum, abertura e inclusão."

O desenvolvimento da China encontra-se numa nova posição histórica. As metas para médio e longo prazo serão alcançadas em dois estágios: entre 2020 e 2035, com a realização da modernização socialista na maior parte do país, a China ampliará significativamente seu poder econômico e científico, assumirá uma posição na vanguarda dos países orientados à inovação, modernizará o sistema e a capacidade de governança. De 2035 até meados deste século, a China será um poderoso país socialista modernizado, próspero, democrático, civilizado, harmonioso e belo, um líder global em termos de força nacional e influência internacional.

Maiores nações em desenvolvimento dos hemisférios Oriental e Ocidental, a China e o Brasil vêm se dedicando a aprofundar e consolidar a mútua confiança política e o entendimento entre seus povos, reforçar a complementaridade de suas estratégias de desenvolvimento e formar uma cooperação sustentada pelo comércio, investimento e finanças. Além disso, os dois países mantêm comunicação e coordenação profícuas na cooperação no quadro do BRICS e em importantes assuntos de alcance global. Tenho plena convicção de que o 19º Congresso do Partido não apenas abrirá um novo capítulo no desenvolvimento da China, como também trará novas oportunidades e novos impulsos à aliança de destino comum entre os dois países.

Suggest To A Friend:   
Print